Sabes o que são as meias-luas brancas nas unhas? Elas revelam muito sobre o nosso estado de saúde!

Essas meias-luas brancas localizadas na base da unha, que nem sempre são visíveis, são muito importantes, muito mais do que as pessoas imaginam.

Conhecer o próprio corpo em todos os detalhes ajuda a se tornar mais consciente de si mesmo e a viver melhor, permitindo decifrar alguns distúrbios.

De fato, o corpo nos fala através de seus componentes menores, como as lúnulas. Essas meias-luas brancas localizadas na base da unha, que nem sempre são visíveis, são muito importantes: na verdade, formam uma parte mais rígida da unha, abaixo da qual estão os vasos sanguíneos finos que determinam seu crescimento.

De acordo com um estudo do Journal of the Academy of Dermatology, sendo um importante indicador do nosso estado de saúde, devemos prestar atenção a três aspectos da lúnula: tamanho, cor e forma.

1. Tamanho

Uma lúnula saudável ocupa cerca de 1/5 da unha. Quando a lúnula é menor, pode sinalizar problemas nutricionais, um metabolismo lento ou mesmo anemia. A ausência total da lúnula é típica daqueles que sofrem de problemas da tiróide, mas também pode indicar falta de ferro e vitamina B12.

2. Cor

Uma lúnula saudável é geralmente marfim. Uma cor cinza é típica daqueles que sofrem de problemas digestivos e indica que seu corpo não absorve os nutrientes necessários, causando fadiga diária.

Se as lúnulas são roxas, e você sente dor de cabeça e tonturas, é possível ter problemas de circulação sanguínea que reduzem os níveis de oxigênio nos órgãos e tecidos. A lúnula é preta em caso de intoxicação por metais pesados, e é necessário entrar em contato imediatamente com um médico. Lúnulas rosadas indicam pouca atividade física e problemas pulmonares.

3. Forma

A forma da lúnula varia de acordo com o dedo.

A lúnula do polegar é a maior, mas não deve exceder 1/4 da unha; dá indicações sobre a função do baço e pulmões; além disso, pode ser menor em fumantes ou em pessoas com hipertensão arterial.

A lúnula do indicador está relacionada ao estado do pâncreas, do intestino e pode indicar doenças crônicas, se estiver ausente ou for excessivamente pequena. A lúnula do dedo médio está ligada ao sistema cardiovascular e ao cérebro: quando ausente, pode sinalizar pressão alta ou problemas circulatórios.

A lúnula do anelar refere-se ao sistema reprodutivo e linfático e, se muito pequena, pode indicar distúrbios metabólicos. Finalmente, a lúnula do dedo mínimo é ligada aos rins, intestino delgado e coração; caso for muito grande, isso pode significar pressão alta.