Cuidado com as pulgas na praia

0
846

Está uma pulga na praia, debaixo de um guarda-sol, toda bronzeada. Nisto, chega outra pulga, branca e morta de frio.

– O que aconteceu? – Perguntou a bronzeada

– É que eu quis vir à praia, apanhar um solzinho e então subi para o bigode de um motociclista que vinha para cá. O pior é que o homem veio a 200 km/h e eu quase congelei de frio!

– Bah, tens que fazer como eu: Escondes-te no WC feminino e quando entrar uma mulher, escondes-te nas cuequitas dela. Naqueles pelinhos macios, tu viajas quentinha e segura!…

No fim-de-semana seguinte, voltam a encontrar-se na praia. A primeira, bronzeadíssima e a segunda branca e morta de frio.

– E agora, o que aconteceu? Não fizeste como eu disse?

– Claro que fiz. Escondi-me no WC e quando a mulher entrou e baixou as cuecas, eu acomodei-me ali muitíssimo bem e dormi.

– Então, por que estás assim?

– Não faço a menor ideia: quando acordei estava de novo a 200 km/h no bigode do motociclista.