O conde que era quase surdo

0
79

Chega o Conde, que era surdo que nem uma porta, à sua mansão. O mordomo, atentamente, abre-lhe a porta, baixa a cabeça e, respeitosamente, saúda-o:

– Entra, filho de uma grande puta. De onde vem o senhor Conde com essa cara de paneleiro?

Ao que o Conde, sorridente, lhe responde:

– De comprar um aparelho auditivo.